Como o gerenciamento de crises pode aumentar as vendas?

Se você acessou nas últimas semanas redes sociais como o Instagram e o Facebook, certamente ouviu falar da Bettina, jovem milionária que divulgava uma fórmula mágica para fazer milhões em pouquíssimo tempo.


Nos últimos dias muitos, inclusive a justiça, se dedicaram a conhecer o tal método. O Procon-SP avaliou que se tratava de uma jogada de marketing - que deu errado -  e poderia induzir os consumidores ao erro. A empresa de Bettina acabou sendo multada.


Como nossas lojas podem aprender com isso? Hoje damos 3 dicas sobre o Gerenciamento de Crises para evitar situações como no caso da Empiricus e da Bettina.

Só prometa o que pode entregar

Quando temos uma loja o nosso desejo é ser conhecido pela qualidade e atratividade. Isso é ótimo! Só não podemos cair no erro de que isso significa agigantar algumas promoções e ações da loja, prometendo coisas que não podemos fazer, pelo menos naquele momento.


Bettina tinha um método revolucionário para fazer suas ações renderem. Pelo que avaliou o Procon de São Paulo, isso não era real e certamente decepcionou a muitos que contrataram o serviço da empresa onde ela trabalha. Imagina só o trabalho de gerenciamento de crise numa situação dessas? Na dúvida, só prometa o que pode entregar com qualidade.

Aprenda a administrar o movimento da loja

A publicidade que trazia a história de Bettina e seus milhões direcionava para um curso de educação financeira, segundo a empresa responsável. A ideia então era chamar a atenção dos internautas e divulgar o curso. Com o tempo o vídeo virou meme e o nome dela foi associado a piada na internet. Ou seja, toda a atenção que o anúncio trouxe acabou perdendo o sentido.


Quando a loja está vazia o nosso movimento natural é realizar ações para reverter a situação. Quando os clientes voltam, é hora de redobrar a situação. Estoque em baixa, atendimento sem qualidade, falta de opções na hora do pagamento ou um espaço bacana para os compradores podem tornar os seus clientes detratores da sua marca, assim como os de Bettina se tornaram.


Para entender melhor do que estamos falando, no ano passado fizemos uma Live de treinamento para lojistas sobre autoridade de marca. Vale a pena conferir!

Não tenha medo de reconhecer as falhas

A partir de agora a empresa de Bettina vai precisar fazer um processo muito parecido com o de organizações que estão começando: ganhar a confiança do público. Para qualquer organização perder a confiança de seus clientes é extremamente negativo. Para evitar que isso aconteça, o primeiro passo é reconhecer os erros quando eles acontecerem.


Marcas são feitas de pessoas e para pessoas. Isso significa que erros podem acontecer. Se a sua loja corrige o erro, pedindo desculpas sinceras e se responsabilizando em corrigir as falhas, as chances de reverter a insatisfação do cliente aumentam muito. A empresa da Bettina fez um vídeo em resposta às críticas e piadas feitas com o anúncio, mas acabou tornando a situação ainda pior.


Gostou da nossa reflexão sobre o caso da Bettina? Por aqui toda semana tem conteúdo diferente para potencializar os resultados da sua loja!


Até a próxima!